EM LAGOA SECA: oposição diz que prefeito se considera reeleito, abandonou a cidade e já está em campanha para deputado estadual em 2022

Confirmando o que se comenta nas ruas do município de Lagoa Seca (PB) e foi denunciado pela coordenação da campanha de oposição no último domingo (13) durante convenção do Cidadania, o atual prefeito Fábio Ramalho parece que apostou mesmo todas as suas fichas no fato de ter sua reeleição garantida – embora a disputa nem tenha oficialmente começado ainda – e já está trabalhando seu nome para a eleição de deputado estadual, que só acontece em 2022.
Outros comentários que reforçam a atitude do atual gestor municipal é que ele (caso consiga mesmo se reeleger) não pretende ficar no cargo por muito tempo. Segundo se fala pelas ruas da cidade é que ele, com um ano e meio de governo, vai entregar o comando político de Lagoa Seca a sua atual companheira de chapa como vice-prefeita, Dalva, e cair em campo para conquistar uma vaga na Assembléia Legislativa da Paraíba.
Fornecendo subsídios para que o povo continue falando que ele se considera reeleito e já está em campanha para deputado estadual Fábio Ramalho tem participado ativamente de convenções e encontros políticos em cidades vizinhas na região, tendo praticamente abandonado o município para se dedicar a sua campanha antecipada rumo ao parlamento estadual. Somente nos últimos dias ele esteve participando de um encontro de apoio político na Câmara Municipal de Puxinanã (VEJA VÍDEO) e de uma convenção partidária em Lagoa de Roça (FOTOS).

CAMPANHA 3 EM 1
Durante a convenção do Cidadania e do Podemos no último domingo à noite o coordenador da campanha das oposições unidas em Lagoa Seca José Gonçalves (Zezinho de Bola) denunciou que o atual prefeito está fazendo uma campanha 3 em 1: ou seja, além de se considerar reeleito e confiar que vai entregar a prefeitura a Dalva em menos de dois anos, ele também já faz sua campanha pra deputado e estadual e vai muito mais além, quando já estaria lançando o nome do seu irmão vereador Fabiano Ramalho como candidato a prefeito em 2024.
“Isso não é nada menos do que arrogância, prepotência, e querer enganar o povo. Querer fazer o povo de Lagoa Seca de besta. Achar que o povo vai aceitar isso assim, normalmente. Achar que já ganhou a eleição de novo (mesmo sem fazer campanha), já estar em campanha pra deputado e ainda lançar o nome do irmão com 4 anos de antecedência para governar o município”, disse Zezinho de Bola.
Para o coordenador da campanha de oposição o povo quer mudança e a hora é agora com o projeto apresentado por Diego e Tota do Alface, “que vão colocar nas ruas uma campanha humilde e popular, mas com dignidade e vontade de trabalhar para que Lagoa Seca entre num novo tempo, onde haja trabalho e justiça social para todos”. Ele comentou ainda que o povo de Lagoa Seca está cansado de um governo que só trabalhar para algumas famílias e os amigos, e esquece o trabalhador, a mulher, a juventude e o homem do campo “que estão enfrentando dificuldades as mais diversas e não conseguem, sequer, o que lhes é garantido minimamente por lei, que é trabalho, saúde e educação”, completou.

Apolinário Pimentel

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial