Laudo conclui que grávida foi espancada e morta pelo marido

O laudo da Polícia Civil divulgado nesta terça-feira (15) concluiu que Pâmela do Nascimento, de 28 anos, grávida do quarto filho, foi morta pelo marido após ter sido espancada. O crime ocorreu em 7 de setembro deste ano, na cidade de Poço de José de Moura, no Sertão da Paraíba, a 522 km de João Pessoa.
O marido da vítima chegou a ser detido, mas negou as acusações. A Polícia Civil fez uma entrevista coletiva, nesta terça (15), para esclarecer detalhes do caso. O delegado Glauber Fontes chamou de “mentirosas” as alegações do suspeito quando ele foi ouvido na delegacia.
Nos primeiros dias após a morte de Pâmela do Nascimento, a Polícia Civil manteve sigilo sobre as investigações. O delegado responsável pelo caso, Glauber Fontes, sequer confirmou que ela havia sido vítima de feminicídio. Como a mulher havia tido problemas de saúde na gravidez anterior e não apresentava hematomas, a polícia entendeu que seria precipitado descartar a possibilidade de morte natural.
A Polícia Civil pede que se a população tiver informações sobre o suspeito, ligue para o Disque-Denúncia 197. A ligação é gratuita e o sigilo do denunciante é garantido pelo Estado.
Portalcorreio

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial