EM LAGOA SECA: vereador Bode apresenta documentos e denuncia que prefeito mantém ´uma grande família´ de apadrinhados em cargos públicos. Vídeos

A sessão na Câmara Municipal de Lagoa Seca (PB) na última terça-feira (15) foi bastante movimentada e teve uma grande audiência nas redes sociais por conta das denúncias que foram apresentadas pelo vereador Edvaldo Bode (Cidadania) dando conta de que a atual administração municipal abriga uma verdadeira ´grande família´ em cargos públicos municipais, confirmando assim mais uma vez tudo que disse Diego durante convenção do Cidadania no último domingo, de que o gestor atual só governa para amigos e algumas famílias.

Apresentando documentos do Sagres e da administração municipal, Bode mostrou para todos os presentes e para a cidade toda de forma virtual que somente no Instituto de Previdência do Município – IPSER – há um verdadeiro nepotismo, e que além de estar falido o órgão abriga vários parentes de um vereador na casa. No caso em questão o vereador citado é Iácome Coelho, que também usou da tribuna, trocou farpas com Bode e contestou a denúncia, afirmando que “tudo se trata de uma incoerência”. VEJA O VIDEO

Além disso, outro ponto que foi motivo do bate-boca entre os dois parlamentares diz respeito ao fato de Iácome Sueliton Coelho Jácome ter sido eleito para o cargo de vereador em 2 de outubro de 2016, mas no dia 2 de janeiro do ano seguinte foi nomeado para a secretaria da agricultura e abastecimento. A nomeação em si não é o problema, segundo Bode. O fato é que uma lei municipal determinava na época que o salário do secretário era R$ 3.500, só que Iácome assumiu o cargo ganhando R$ 7.168 que permaneceu no referido cargo até o mês de agosto daquele ano.

CARGOS

Entre os cargos citados pelo vereador Bode durante a sessão, ligados ao vereador, que são funcionários efetivos da Câmara Municipal, aprovados em concurso realizado, coincidentemente, quando Pedro Jácome de Moura, o pai do vereador esteve presidente daquele Poder Legislativo, entre eles estão o de Cristiane da Costa Coelho Xavier, prima de Iácome, concursada e trabalha normalmente (recebe R$ 1.500); José Roberto Coelho, tio do vereador, que só trabalha um dia por semana (com salário + gratificação totaliza R$ 1.600); Sueli Coelho Jácome (mãe do vereador) que não comparece na Câmara – (com salário + gratificação totaliza R$ 1.640); Paulo André Russo  Barreto, cunhado do parlamentar (recebe 2.738) (IPSER); Wagner Luiz Ribeiro Sales (amigo da família) – (ganha R$ 3.012)(IPSER); e o ex-prefeito Pedro Jácome, (pai de Iácome) e presidente do IPSER, que recebe todo mês a importância de R4 3.450. Entre os Poderes Executivo e Legislativo do município, a família do vereador Iácome Jácome Coelho recebe R$ 13.940.  Segundo o vereador Bode, ainda têm outras famílias que são agraciadas pelos poderes públicos de Lagoa Seca, que ainda irão ser publicadas e denunciadas ao Ministério Público para serem investigadas as veracidade dos fatos.

Confira a seguir os vídeos com as falas do vereador Edvaldo Bode na sessão da última terça-feira, dia 15 de setembro.

VIDEO 1

VIDEO 2

VIDEO 3

VIDEO 4

Apolinário Pimentel

 

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial