Brasil supera marca de 140 mil mortes pelo coronavírus e caminha para 5 milhões de infectados

O Brasil ultrapassou, nesta sexta-feira (25), a marca das 140 mil pessoas que morreram devido à covid-19 após contabilizar 826 novas mortes nas últimas 24 horas. A média móvel de óbitos ficou em 693 por dia, que considera o período de sete dias para evitar distorções longo da semana. No total, 140.709 brasileiros perderam a vida em decorrência da infecção pelo novo coronavírus, segundo levantamento do consórcio dos veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL.
De acordo com o balanço, mais 32.670 testes positivos para o Sars-CoV-2 foram somados às estatísticas e agora o País soma 4.692.579 casos confirmados. O Ministério da Saúde contabiliza que 4.040.949 pessoas já se recuperaram da infecção enquanto
O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) informou, mais cedo, que o Brasil registrou mais 729 mortes por causa da covid-19 no período de 24 horas. Com isso, o total de óbitos chega a 140.537 desde o início da pandemia.
A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3%, enquanto a mortalidade – quantidade de óbitos por 100 mil habitantes – atingiu 66,9. Por sua vez, a incidência dos casos do novo coronavírus Sars-CoV-2 por 100 mil habitantes é de 2.231,6.
De acordo com a atualização de dados feita às 18h pelo Conass, 31.911 pessoas foram diagnosticadas com a doença entre ontem e hoje. O balanço totaliza 4.689.613 casos de contaminação pelo novo coronavírus. São Paulo continua com o maior número de contaminações. Desde o início da pandemia no Brasil, a região registra 964.921 casos. Nesse período, 34.877 mortes ocorreram no estado por causa da covid-19.
No ranking de estados com mais casos também aparecem a Bahia (303.058), Minas Gerais (283.479), Rio de Janeiro (259.488), Ceará (237.147) e Pará (225.542).
Em relação aos óbitos, o Rio de Janeiro está em segundo lugar, com 18.166 vítimas. Na sequência estão: Ceará (8.891), Pernambuco (8.129), Minas Gerais (7.056), Pará (6.427) e Bahia (6.503). O estado fluminense, no entanto, permanece com a maior taxa de letalidade, 7%.
A média móvel de casos em sete dias caiu para 27.776, enquanto a de morte reduziu para 678.

PARAÍBA TEM 119 MIL DOENTES E REGISTRA 2.778 MORTES

Casos Confirmados: 119.134
Casos Descartados: 160.216
Óbitos confirmados: 2.778
Casos recuperados: 92.668
Total de municípios: 223

Nesta sexta-feira, 25 de setembro, a Paraíba registrou 567 novos casos de Covid-19 e 16 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 119.134 pessoas já contraíram a doença, 92.668 já se recuperaram e 2.778, infelizmente, faleceram. Até o momento, 362.482 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.
A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 31%. Em Campina Grande estão ocupados 32% dos leitos de UTI adulto e no sertão 39% dos leitos de UTI para adultos.
Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 567, nos quais 10 municípios concentram 349 casos, o que representa 61,55% dos casos em toda a Paraíba. São eles:
João Pessoa, com 95 novos casos, totalizando 29.339; Campina Grande, com 77 novos casos, totalizando 13.007; Alagoa Grande, com 32 casos novos, totalizando 1.502; São Bento, com 32 novos casos, totalizando 2.921; Sousa, com 27 casos novos, totalizando 2.023; Itaporanga, com 22 novos casos, totalizando 800; Pirpirituba, com 18 casos novos, totalizando 359; Santa Rita, com 16 casos novos, totalizando 3.341; Mogeiro, com 15 casos novos, totalizando 320; Pocinhos, com 15 casos novos, totalizando 251.

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 25/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.
Até hoje, 167 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 16 óbitos registrados nesta sexta ocorreram entre 02 de junho e 25 de setembro, 07 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 11 municípios. Os pacientes tinham idade entre 05 meses e 99 anos, 06 deles tinham menos de 65 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente. Dos locais, três ocorreram em hospitais privados, um em residência e os demais em hospitais públicos.

Redação com Terra

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial