Inaugurado há quase um ano ´Aluízio Campos´ tem vários imóveis não ocupados e Justiça expulsa quem invade casas abandonadas. Vídeo

Apesar de ter acontecido com base legal, um despejo de uma mãe com vários filhos na semana passada de uma casa no Complexo Habitacional Aluízio Campos, em Campina Grande (PB) causou revolta entre a população local, que mesmo entendendo que a Justiça é pra ser cumprida não concordou com a expulsão, já que a casa invadida está abandonada desde que o conjunto foi entregue, há quase um ano.
A questão é que muitas pessoas mesmo sendo contempladas através de sorteio e tendo direito ao imóvel nunca foram tomar posse do mesmo, tirando assim a oportunidade de outra família morar no local. Enquanto isso acontece e revolta muitos moradores do setor nem a Justiça nem a prefeitura de Campina Grande adota uma providência para resolver o problema: ou convoca os contemplados ou repassa para outra pessoa da lista de espera.
Uma mãe com vários filhos, que dormia na rua e está na lista de espera, decidiu ocupar uma casa que encontrou abandonada e pertencente a quem, apesar de contemplado nunca havia aparecido para morar de verdade no conjunto. Mais foi só a mulher entrar no local e se acomodar que o dono apareceu e já com uma ordem judicial de despejo. A mãe e os filhos tiveram que abandonar o imóvel e voltar pra rua, conforme tudo foi registrado em vídeo.

VEJA:

No vídeo a mulher relata que não quer dinheiro nem indenização. “Quero apenas uma casa pra mim e meus filhos. Pra deixar de dormir na rua e no chão”, afirma melancólica. A situação vem se repetindo em vários locais do conjunto justamente porque os verdadeiros proprietários nunca foram ocupar seus imóveis, com isso tiram o direito de outras pessoas de terem um lar e não sofrem nenhuma punição por isso.

Apolinário Pimentel

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial