Carnaval do prefeito em Lagoa Seca só termina com a chegada da Polícia Militar para impor a ordem numa terra sem lei. Veja vídeos

Foi preciso a chegada de várias viaturas da Polícia Militar – do Batalhão de Choque e Força Tática -, com homens fortemente armados, para impor a ordem na terra sem lei que se transformou a cidade de Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba, na noite deste domingo (25). Um verdadeiro carnaval foi promovido por aliados e eleitores do prefeito Fábio Ramalho (PSDB) – candidato a reeleição – bem no centro da cidade, com muitos equipamentos de som, muito barulho de buzinas, bebidas, muita gente dançando na rua e em cima de carros, se abraçando, e todo mundo sem máscara ou qualquer outro tipo de proteção contra o coronavírus.
O carnaval do prefeito só não entrou pela madrugada porque o barulho e a bagunça promovidos no local incomodaram os moradores do setor, que começaram a denunciar o fato em redes sociais e pelo aplicativo Pardal, à Polícia Militar e a Justiça Eleitoral.
Várias viaturas foram enviadas e foi necessário agir com rigor para dispersar o grande número de pessoas que ´se divertiam´ ao som das músicas de campanha do prefeito, num verdadeiro evento de muita aglomeração de pessoas e desrespeito à Justiça Eleitoral, que proibiu tais atos no município, só que segundo moradores eles acontecem praticamente todos os dias, sempre organizados pelos aliados do atual prefeito.
Ainda de acordo com moradores de Lagoa Seca, tais fatos vem acontecendo desde que o prefeito e seus aliados começaram a dizer nas redes sociais que na cidade não existe oposição e que a vitória na campanha de novembro próximo já é garantida. Isso estaria incentivando uma comemoração antecipada e o desrespeito a lei, a ordem e aos adversários.
Além desses eventos políticos quase que diários há informações em grupos de redes sociais que o partido tucano está preparando uma grande carreata para o final de semana, inclusive transportando pessoas da zona rural para a concentração do evento, que deve acontecer bem no centro da cidade.

NÚMEROS
Atualmente Lagoa Seca registra mais de 720 casos de coronavírus e a doença já matou 16 pessoas no município. Coincidentemente tais manifestações estão acontecendo justamente quando a população começou a cobrar do atual gestor informações de onde foi parar o dinheiro que veio do Ministério da Saúde para ajudar no combate ao covid-19 no município. Os recursos foram na ordem de R$ 500 mil e ainda não houve prestação de contas por parte da prefeitura municipal do uso dessa verba.

Assessoria de Comunicação da Coligação Lagoa Seca Quer Mais
Avante, Cidadania e Podemos

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial