Senai destaca inovação como fator de crescimento do mercado de startups na Paraíba

Para ser inovadora, uma empresa precisa implementar uma cultura organizacional que favoreça a criação de novas soluções. No mercado empresarial, uma tendência tem crescido nos últimos anos e com a disseminação da Covid-19 por todo o mundo, o cenário contribuiu para que as Startups ganhassem notoriedade em meio a crise. Mas o que é uma startup? Ela é empresa jovem com um modelo de negócios repetível e escalável, em um cenário de incertezas e soluções a serem desenvolvidas. Embora não se limite apenas a negócios digitais, uma startup necessita de inovação para não ser considerada uma empresa de modelo tradicional.
“As grandes empresas perceberam que há uma dificuldade em implantar rapidamente inovação em alguns dos seus setores, muitas vezes pela cultura organizacional ou até pelas estratégias internas. Dessa forma, os empresários viram a possibilidade de “comprar inovação”, parece estranho, mas é a estratégia adotada na hora de fazer aportes nessas startups”, explica Thiego Brandão, supervisor de Estratégias Educacionais do SENAI. “Um outro olhar também que os empresários tiveram foi de identificar que o investimento em startups agrega valor a uma atividade econômica no local, o que pode ser altamente estratégico para a empresa e para alcançar resultados de alta performance”, disse ele.
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Finep, no qual contou com a participação de 833 startups, 13% das startups tiveram aumento no faturamento da empresa, apesar da crise. O levantamento mostrou ainda que, apesar dos impactos negativos nos negócios, as empresas inovadoras têm maior capacidade de se reinventar e por isso, 76% delas não demitiram funcionários. Além disso, 16% tiveram oportunidade de contratar mais funcionários recentemente, principalmente porque ajudam na digitalização forçada dos negócios tradicionais.
No que diz respeito à realidade local desse mercado, Thiego Brandão, ressalta que “a Paraíba é um grande polo tecnológico que está atraindo cada vez mais empresas do ramo de tecnologia da informação e da comunicação. O que desperta atenção é que não é mais apenas o polo de Campina Grande que, como já é reconhecido mundialmente como um grande centro high tech e que continua crescendo nessa área, está despertando a atenção de investidores. João Pessoa apresenta-se como uma das cidades que possui essa vocação através do Extremo Tech. Igualmente, o sertão da Paraíba entra nesse cenário com o Polo de Inovação de Sousa”.
Para o SENAI Paraíba, a inovação e a tecnologia, são temas prioritários para estimular o desenvolvimento do país. Através das Estratégias Educacionais, renova-se o compromisso com a formação profissional de qualidade através da promoção da inovação, desenvolvimento de projetos e a cultura de empreendedorismo. Um exemplo desse comprometimento é projeto “Saga SENAI de Inovação”. É uma ação pensada para estimular a curiosidade, o pensamento crítico, a criatividade e o espírito maker dos alunos. Buscando interagir com o ecossistema de startups utilizando a Metodologia SENAI de Educação Profissional para potencializar a criatividade dos alunos e prepará-los para inovar.
O supervisor de Estratégias Educacionais do SENAI comentou também sobre as novidades que surgirão em breve. “Teremos novidades para esse mercado, com o lançamento de um edital do SENAI para aportar recursos e conseguir acelerar algumas startups, é bom ficar de olho. Vamos simbora inovar!”, encerrou Thiego Brandão.

Fonte: Agência Sebrae
Texto/Colaboração: Bruna Martins

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial