Bruno anuncia o programa de segurança alimentar Hora do Almoço e vai incentivar cooperativas produtoras de refeições

Campina Grande enfrentará em 2021 um ano de muitos desafios mas também haverá de conquistar a superação das suas dificuldades. É com este espírito que o candidato a prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) afirmou, nesta quinta-feira, 5, em seu Guia Eleitoral da TV, que um dos pontos do seu programa emergencial para o pós-pandemia é o de segurança alimentar, beneficiando quem ficou sem comida e sem emprego.
Bruno anunciou que vai estimular a criação de cooperativas e associações que possam produzir refeições de baixo custo, equipando-as e dando a elas o crédito cidadão, assistência de gestão e todas as condições que o negócio obtenha sucesso.
Na visão do prefeitável do PSD, esse será um primeiro passo para a reestruturação dos restaurantes populares e das cozinhas comunitárias, absorvendo parte da mão-de-obra desempregada, sobretudo durante a pandemia.
“Quem ficou sem comida e desempregado durante a pandemia precisa de segurança alimentar. Esse é o nosso programa “Hora do Almoço” que vai ser um dos primeiros trabalhos da prefeitura, para dar força e apoio a quem quer recomeçar a vida com disposição, fé e coragem”, garantiu.
A prefeitura, através das cooperativas e com o apoio do governo federal, vai reabrir e até descentralizar os restaurantes, mas também vai retomar os convênios com a União para garantir o funcionamento do programa.
Nesse sentido, a ideia é reabrir dentro de um sistema que envolva o trabalho e a participação de associações e cooperativas de cozinhas comunitárias, num esforço pra garantir refeições a preço mais baixo, sobretudo dando oportunidade às mulheres acima de 40/50 anos que enfrentam muitas dificuldades para encontrar emprego e voltar ao mercado de trabalho.

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial