Crédito ou débito: qual é a melhor forma de pagamento?

De acordo com o Banco Central (BC), a pesquisa Estatísticas de Pagamentos de Varejo e de Cartões no Brasil mostrou que, no final de 2019, havia 123 milhões de cartões de crédito e 132 milhões de cartões de débito ativos, representando um aumento de 18% e de 14%, respectivamente, em relação a 2018.

No entanto, apesar da crescente adaptação ao uso de cartões para pagamentos e compras, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre utilizar a função crédito ou débito. Crédito e débito são modalidades de pagamento diferentes, por isso, é necessário entender como funciona cada uma delas, afinal, ambas podem comprometer seu orçamento no fim do mês.

Entendendo o cartão de crédito

Infelizmente, a taxa de inadimplentes e endividados cresce quanto ao pagamento de faturas de cartão no país. Isso acontece por inúmeros motivos, mas principalmente pela falta de planejamento na hora de usar o cartão. O limite do cartão de crédito não é uma extensão do seu salário, muito pelo contrário: significa que se você usar terá que pagar com o salário.

Basicamente, é como se o banco ou a emissora do cartão “emprestasse” o limite e, ao usar, é preciso devolver com o pagamento da fatura. Sobre esse ponto, inclusive, é fundamental fazer o pagamento total da fatura todos os meses, do contrário, entra-se no crédito rotativo ou no parcelamento da fatura, ambas soluções que apresentam altas taxas de juros.

Entendendo o cartão de débito

Enquanto que com o cartão de crédito, você compra hoje para pagar “amanhã”, o cartão de débito usa o saldo disponível em sua conta bancária. De maneira simplificada, este cartão funciona como o pagamento em dinheiro, ou seja, não gerará uma fatura para pagamento.

No entanto, as compras no débito também exigem planejamento, pois caso não haja saldo suficiente em conta para cobrimento de um pagamento, o mesmo não será aprovado; ou pior: em alguns casos, o débito poderá ser feito do cheque especial, modalidade que tem as maiores taxas de juros do mercado financeiro.

Se o seu desejo é não se comprometer com a fatura do cartão, o melhor caminho é pagar com a função débito. Mas, se você prefere usar a função crédito, especialmente em compras online, tenha um planejamento bem estruturado das suas finanças.

 

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial