‘Vitória dos direitos humanos’, diz 1ª vereadora trans e a mais votada da história de Belo Horizonte

Duda Salabert (PDT) foi a candidata a vereadora eleita em Belo Horizonte com o maior número de votos na história da Câmara Municipal. No domingo (15), 37.613 eleitores confirmaram os números da candidatura dela na urna eletrônica.

Ela também foi a primeira vereadora trans da história do legislativo em Belo Horizonte.

A candidata eleita reconheceu que a expressividade da votação traz responsabilidade para ela.

“Foi um presente que Belo Horizonte nos deu, às bandeiras que carregamos. Agora me torno a mulher mais votada na história de Belo Horizonte, isso é uma honra e também um compromisso. Uma responsabilidade muito grande, já que eu trago uma parcela significativa da sociedade se sentindo representada na minha forma de fazer política”, avaliou.

A candidata ressaltou a relevância dessa vitória nas eleições. E apontou que a área da educação vai ser uma prioridade em seu mandato.

“É uma vitória dos direitos humanos, porque eu faço parte de um grupo que foi historicamente excluído e marginalizado na sociedade, que é o grupo das pessoas travestis e transexuais. Mas é, sobretudo, uma vitória da educação, já que sou professora há 20 anos e, BH, nos últimos anos, decaiu no ranking educacional. Então, colocar uma professora no centro da política pública dessa cidade mostra que BH cresce no ponto de vista educacional”, disse.

‘Vamos voltar a ser a cidade jardim”

Outra bandeira destacada por Duda Salabert é a área ambiental. Durante a campanha, ela se comprometeu a plantar uma árvore para cada voto que recebesse. Agora, precisa criar mecanismos que favoreçam o cumprimento dessa promessa. Situação que ela já começa a planejar, antes mesmo de assumir o mandato.

“O primeiro projeto que eu vou apresentar é defender a criação de um plano municipal de crescimento verde. Para que a gente possa traçar metas de arborização da nossa cidade e preservação dos nossos parques. Vamos voltar a ser a cidade jardim, com o objetivo de ser a cidade mais arborizada do mundo”, projetou.

Salabert anunciou também que fez uma campanha “lixo zero”, sem santinho, nenhum panfleto ou material impresso.

A partir da posse, a candidata eleita se tornará a primeira vereadora transexual da Câmara de Belo Horizonte. Salabert complementa a bancada do PDT que, sem representação na legislatura atual, passa a ter três representantes na Câmara.

Foto: Reprodução / TV Globo

G1

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial