Ivonete diz que jornalistas queriam contratos com a Câmara em nome de familiares e ACI desafia que ela cite nomes

A presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Campina Grande, Ivonete Ludgério, disse nesta quinta-feira (17) que é odiada pela imprensa local por vários motivos, entre eles o fato de ter contrariado interesses escusos de alguns profissionais da comunicação. O ponto principal da declaração de Ivonete foi quando ela falou que precisou seguir instruções do Tribunal de Contas e cancelou vários contratos da Casa com integrantes da imprensa e isso causou revolta contra ela.
Mais adiante a presidente da Câmara afirma que foi procurada por alguns jornalistas que teriam proposto a ela que fizesse contratos da Casa com seus meios de comunicação (sites, blogs programas de rádios etc) em nome de seus parentes para assim fugir da fiscalização, mas como ela disse que não aceitava isso passou a ser criticada e odiada pela mídia campinense.
No final da tarde a Associação Campinense de Imprensa – ACI – divulgou nota de repúdio às declarações de ivonete Ludgério e a desafiou a citar os nomes dos profissionais que agiram dessa maneira.

CONFIRA A NOTA

ACI repudia declarações de Ivonete e desafia vereadora a provar acusações
A Associação Campinense de Imprensa vem a público repudiar veementemente as declarações levianas da ainda presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério, que nesta quinta-feira, 17/12, durante sessão ordinária, fez ataques generalistas aos profissionais da imprensa da cidade, com acusações que agridem e tentam desqualificar o trabalho de jornalistas e radialistas.
Ivonete, ao afirmar que é odiada pela imprensa por ter se negado a oferecer contracheques a familiares de profissionais do segmento, assim como ao asseverar que constantemente foi pauta da mídia por ter contrariado interesses escusos, demonstra mais vez desequilíbrio, irresponsabilidade e, inclusive, falta da coragem ao não declinar eventuais nomes como alvos de suas acusações.
Ao longo dos quatro anos como presidente da Câmara, Ivonete repetidamente ofendeu a imprensa, como de resto fez com vários segmentos da sociedade, inclusive seus próprios pares no curso das sessões. No apagar das luzes de sua gestão, ainda na tentativa de se manter à frente da Casa, ofereceu a profissionais da imprensa local publicidade institucional, tendo recebido a veemente recusa de muitos.
Sua reação, portanto, é um gesto de inconformismo à derrota política que lhe foi imposta e postura de quem demonstra não tolerar a crítica e não suportar opiniões divergentes, mas que descobriu, para o próprio espanto, não ter o controle sobre tudo e sobre todos.
Os quatro anos de poder passaram, a presidência da senhora Ivonete Ludgério passou, mas a imprensa de Campina Grande se mantém no exercício do seu mister e essa Associação, ao repelir as declarações levianas da ainda presidente do legislativo, lança o desafio de que a mesma se digne a declinar nomes ao invés de lançar a esmo acusações generalizadas contra todo um segmento.
Segmento que exige respeito e que, como um todo, não se curva a pretensos poderosos.

Campina Grande, 17 de dezembro de 2020
A diretoria

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial